segunda-feira, 23 de abril de 2018

MULTIPLICANDO PÃES E PEIXES



João 6. 1 Depois disto partiu Jesus para o outro lado do mar da Galiléia, que é o de Tiberíades. 2 E grande multidão o seguia, porque via os sinais que operava sobre os enfermos. 3 E Jesus subiu ao monte, e assentou-se ali com os seus discípulos. 4 E a páscoa, a festa dos judeus, estava próxima. 5 Então Jesus, levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão vinha ter com ele, disse a Filipe: Onde compraremos pão, para estes comerem? 6 Mas dizia isto para o experimentar; porque ele bem sabia o que havia de fazer. 7 Filipe respondeu-lhe: Duzentos dinheiros de pão não lhes bastarão, para que cada um deles tome um pouco. 8 E um dos seus discípulos, André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: 9 Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos? 10 E disse Jesus: Mandai assentar os homens. E havia muita relva naquele lugar. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil. 11 E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam. 12 E, quando estavam saciados, disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca. 13 Recolheram-nos, pois, e encheram doze alcofas de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobejaram aos que haviam comido. 14 Vendo, pois, aqueles homens o milagre que Jesus tinha feito, diziam: Este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo.
INTRODUÇÃO: As PESSOAS VÃO CRER QUANDO NÓS SOUBERMOS MULTIPLICAR O Que CRISTO NOS DEU.  Você sabia que Jesus já nos deu tudo o que precisamos para alimentar uma multidão? Existem pessoas morrendo de fome espiritual que dependem de nós entendermos o que Cristo nos deu. Precisamos achar logo os 5 pães e 2 peixinhos que estão escondidos com a nossa criança (dependência completa nossa de Deus).
As pessoas precisam reconhecer o Cristo e quem vai dar o alimento para a multidão são os que compreenderem esse projeto de Deus para conosco.
1.       IDENTIFIQUE A CRIANÇA Que TEM OS PÃES E OS PEIXES
Jesus nos disse que precisamos ser como crianças
e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Mateus 18:3

Ser como criança é ser dependente, acreditar que Deus é meu Pai. Entender que a vontade dele é boa e quando ele me pede para entregar o que eu recebi não vai me faltar nada. Uma criança não duvida que seu Pai vai dar o almoço amanhã. Creia que seus 5 pães e 2 Peixinhos podem fazer na mão de Deus muito mais do que na sua mão.

2.       INDENTIFIQUE A FOME DA MULTIDÃO
Seja alguém com fome de Deus e se coloque no lugar dos que tem uma fome do melhor mas só comem porcaria. É só apresentar a mesa pra eles!
As pessoas não se convertem não porque não querem, mas porque tem falta de entendimento pois são limitadas na visão espiritual para enxergarem o Pão da Vida que é Cristo.
Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido; E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará. 2 Coríntios 3:14-16

Quem não se alimenta de Cristo tem fome mas não entende que Jesus é o Pão Vivo por conta de uma cegueira que precisa ser tirada através dos 5 pães ( fala de graça) e 2 peixinhos ( fala do tempo de 2 dias dado para multiplicar os salvos na terra)
Vamos arrancar o véu através da instrução. Vamos mostrar o lugar da mesa. Vamos gritar que o nosso Deus ama os pecadores e em Cristo até os pecadores podem receber salvação.
3.       SE ORGANIZE PARA MULTIPLICAR
Busque organizar sua vida
V. 10 E disse Jesus: Mandai assentar os homens. E havia muita relva naquele lugar. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil.
Eu organizo coisas grande através de organizar coisas pequenas. Organize seu tempo de buscar a Deus (célula / igreja / oração / leitura bíblica), seus compromissos com a palavra, organize-se e Deus multiplica.
Pois Deus só pode multiplicar aquele que se organiza nEle. 
4.       COMPARTILHE O PÃO QUEBRANDO
V. 11 E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam.
Eu preciso compartilhar do Pão (a palavra de Graça) com as pessoas que estão na minha convivência e isso vai multiplicar. Deus te deu uma vida que não se compra com dinheiro, ele te deu SHALOM que não se compra com remédios! Então compartilhe o que você recebeu de Deus. Pregue o Evangelho.
5.       COMPARTILHE O PEIXE
O Peixe fala de testemunho de vida. Somos pescados na rede de Deus para pescarmos vidas. Isso fala de tirarmos pessoas do mar deste mundo e trazermos para o barco do Senhor. Compartilhar peixes fala de darmos nosso testemunho de transformação, contar de onde fomos tirados e nossa transformação impactando outras vidas neste amor.
Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. Atos 1:8
Para isso Deus me fez cheio da vida do Espírito Santo para que eu respire fora da água deste mundo. Diga ao seu vizinho: você não é deste mundo!
Conclusão: Quando vamos multiplicar essa célula? Quando entendermos que já temos a Palavra e o Poder do Espírito, agora basta organizar nossa vida para convidarmos as pessoas para esse amor. Começa hoje o tempo novo de Deus. Vamos ganhar almas para o Reino.
Ap. Cassius Marcello

Fé, Esperança e Amor

https://app.box.com/s/jv7ru1cdmh9qqtyfsdk5jpds8v2go09n

https://app.box.com/s/jv7ru1cdmh9qqtyfsdk5jpds8v2go09n

quinta-feira, 19 de abril de 2018

A MESMA OPORTUNIDADE



MT 25.14-19
INTRODUÇÃO: todos os 3 servos foram honrados pelo seu Senhor com algo igual chamado: OPORTUNIDADE. Deus nos deu a todos a mesma oportunidade de fazermos multiplicadas na terra aquilo que Ele nos deu para o dia do acerto que se chama talentos, ou oportunidades.
O número de talentos pode ser diferente mas a oportunidade é a mesma, Deus nos conhece e sabe exatamente nossa medida para lidar com o que Ele tem para dar e por isso mesmo nos dá... “ segundo a sua capacidade” Mateus 25:15
Mas o que seriam esses talentos distribuídos?
Talentos falam de tudo que envolve o maior propósito do Reino de Deus que é:
Ganhar Almas para Jesus. Então vamos interpretar a parábola:
E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles, e granjeou outros cinco talentos.  Mateus 25:16

Aqui a palavra fala de um Cristão que recebeu de Cristo que capacidade de gerenciar o Tesouro do Reino que são vidas; a este foi dado ferramentas, palavra, graça para gerenciar 5 talentos.  O talento é aquela oportunidade de convidar uma pessoa, de falar do amor de Deus para alguém e de ganhar um pecador para o Rei da Glória.

O que você tem feito com o que recebeu de Deus? você sabe que você já recebeu uma oportunidade para dobrar tudo o que recebeu? Você recebeu a Palavra, o Dom do Espírito para batizar outros, o entendimento da salvação para multiplicar isso na vida de seus familiares e pessoas da sua convivência!
A grande pergunta que essa passagem nos deixa é: O que temos feito com a oportunidade que Jesus nos confiou?

E muito tempo depois veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles.
Então aproximou-se o que recebera cinco talentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que granjeei com eles. E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.
Mateus 25:19-21

Se soubermos gerenciar e multiplicar os talentos que o Nosso Senhor nos confiou aqui na terra seremos colocados para grandes coisas no céu.
Veja que não é a quantidade que conta mas como você lidou com o que te foi confiado.
E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles granjeei outros dois talentos.
Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.
Mateus 25:22,23

O que tinha recebido 5 e o que tinha recebido 2 talentos foram recompensados do mesmo jeito porque aproveitaram de forma igual a oportunidade que lhes foi confiada

Qual é o grande aviso desta parábola?
Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;
E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.
Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros. 
Mateus 25:24-27

O grande erro do servo mau foi procurar uma desculpa no fato de acreditar que não daria conta de fazer o que iria agradar seu Senhor. Muitos são os cristãos que vivem assim hoje.
Ex.: você convidou alguém para a célula? (pergunta o líder) – Não deu tempo, não encontrei ninguém, não tenho ninguém para convidar. Todos nós temos algum talento que nos foi confiado.
O talento é aquela oportunidade de convidar uma pessoa e todos nós temos recebido segundo nossa capacidade esse talento de falar do amor de Deus para alguém e de ganhar um pecador para o Rei da Glória.
CONCLUSÃO:
Nunca negligencie o que Deus te deu.
Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. Mateus 25:30
Quem viver a vida dizendo que não teve a mesma oportunidade vai desperdiçar o que recebeu. Deus investiu em nós para que possamos dar lucro para o Reino dEle. Você é um ganhador de almas! Cuide das pessoas ou, no mínimo, leve seu talento para os banqueiros. Ajude a colocar os talentos que você recebeu nas mãos de líderes que vão multiplicar o que receberam.
Você e eu somos os servos que vamos ganhar grandes coisas em Deus para administrar na glória porque somos dedicados aqui na terra a multiplicar as bênçãos do Reino.
Repita essa frase: Eu sou um servo bom e fiel! Fiel em tudo, leal ao Reino e dedicado em multiplicar.
Ap. Cassius Marcello

sexta-feira, 6 de abril de 2018

GUIADO PELAS ÁGUAS DE DEUS; NUNCA CONTRA ELAS


E a mulher concebeu e deu à luz um filho; e, vendo que ele era formoso, escondeu-o três meses. Não podendo, porém, mais escondê-lo, tomou uma arca de juncos, e a revestiu com barro e betume; e, pondo nela o menino, a pôs nos juncos à margem do rio.
E sua irmã postou-se de longe, para saber o que lhe havia de acontecer.
E a filha de Faraó desceu a lavar-se no rio, e as suas donzelas passeavam, pela margem do rio; e ela viu a arca no meio dos juncos, e enviou a sua criada, que a tomou.
Êxodo 2:2-5

Introdução: MOISES foi a figura mais importante no antigo testamento e ele foi usado como grande libertador de um povo.
Quando era bebe sua mãe Joquebede confiou em Deus; Havia uma lei no Egito que exigia a morte dos meninos e como não poderia mais esconde-lo ela lançou o menino em uma canoa improvisada para que Deus o guardasse naquelas águas. Ela confiou na bondade de Deus em proteger Moises.
Um tempo novo começa pela confiança na bondade de Deus e a entrega da nossa limitação ao Deus que pode todas as coisas.  Na lógica humana aquilo era muito perigoso, parecia ser um prejuízo, mas a fé é assumir Deus como Pai e confiar em um resultado bom no meio dos nossos problemas.
Guardada a proporção não é diferente hoje nas atitudes que precisamos tomar.
1.       VAMOS PERMITIR Que A VONTADE DE DEUS NOS GUIE
Santidade, dízimo, arrependimento, fidelidade, isso tudo é colocar nossa esperança nas águas de Deus e quando isso acontece o que poderia virar morte foi gerar um encontro com uma pessoa que amou e cuidou de Moises e o preparou no seu propósito em Deus.
Seja conduzido nunca force a condução porque Deus sabe o que você precisa muito mais do que você poderia saber. Acredite que Ele vai te colocar nas mãos corretas e promover encontros divinos. Portas de emprego, casamento, oportunidades de crescimento pessoal, espiritual, Deus está te conduzindo, já até te trouxe hoje aqui nesta célula.
2.       SEJA UMA CRIANÇA NO RIO DE DEUS
O grande sucesso de Moises naquele rio era o fato dele não tentar comandar a direção do barco. Muitas vezes erramos o lugar em Deus porque não permitimos que Ele nos guie. Jesus disse isso com essas palavras:
E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus. E qualquer que receber em meu nome um menino, tal como este, a mim me recebe. Mateus 18:3-5

Precisamos nos fazer como meninos. Meninos são dependentes, meninos confiam nos pais, esperam comer, vestir e até os presentes com a confiança de que se os pais tiverem eles também terão tudo, até o que for além das suas necessidades. O nosso Pai é dono do céu e da terra. Vamos confiar!
Precisamos voltar a depender de Deus pois ele sabe nos conduzir no rio dEle.
3.       NÃO CONFIE NA SUA VONTADE
Dois grandes erros de Moises se deram quando ele parou de depender de Deus, veja:
1.       E aconteceu naqueles dias que, sendo Moisés já homem, saiu a seus irmãos, e atentou para as suas cargas; e viu que um egípcio feria a um hebreu, homem de seus irmãos. E olhou a um e a outro lado e, vendo que não havia ninguém ali, matou ao egípcio, e escondeu-o na areia. Êxodo 2:11,12
Quando achamos que somos homens para dirigir nossa vida pela nossa vontade as dificuldades começam a aparecer. Essa decisão de matar o egípcio custou 40 anos de deserto a Moisés. Nossas atitudes e decisões podem custar muito carro fora da vontade de Deus. Não confie na sua vontade se entregue à vontade do Pai que te guiará até o palácio.
2.       Porquanto transgredistes contra mim no meio dos filhos de Israel, às águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim; pois não me santificastes no meio dos filhos de Israel. Pelo que verás a terra diante de ti, porém não entrarás nela, na terra que darei aos filhos de Israel. Deuteronômio 32:51,52

Outro lugar determinante para Moises foi em Meribá, Deus diz para ele tomar a vara (Êxodo 17:5) e ferir a rocha (17:6). Em Refidim Deus manda novamente que ele tome a vara (Números 20:8) e fale à rocha (mesmo versículo). Moisés, então, levantou a sua mão e feriu a rocha DUAS VEZES (Números 20:11).
Aqui vemos que Moises perdeu a paciência com o povo e não se deixou dirigido pela vontade de Deus e quis conduzir as águas da rocha pela força.
Enquanto Moises foi conduzidos pelas águas de Deus ele foi salvo e levado para o palácio, mas quando quis conduzir pelas próprias vontades foi levado para o deserto que virou seu túmulo.
Conclusão: PARE DE SE GUIAR PARA O DESERTO! Viva sempre para a Vontade de Deus. Precisamos entender que a Rocha de Meriba é o símbolo da igreja que foi gerada do ferimento que Cristo recebeu na cruz e dEle saiu o sangue da remissão e a água da purificação. Essa água significa batismo e entrega. Precisamos nos manter batizados e entregues a vontade de Deus para que o sangue de Cristo esteja nos remindo de nossos Egitos espirituais.
Vamos nos entregar!
Oração: .. entrega, rendição, arrependimento e ore também por milagres
Ap. Cassius Marcello

MULTIPLICANDO PÃES E PEIXES

João 6. 1 Depois disto partiu Jesus para o outro lado do mar da Galiléia, que é o de Tiberíades. 2 E grande multidão o seguia, porque ...